Sergipe pode ser pioneiro em projeto que contemple 100% do estado com internet banda larga

postado em: Destaque, Destaque 2 | 0

A Agência dos Estados Unidos para o Comércio e Desenvolvimento (USTDA) manifestou interesse em investir em Sergipe na área de tecnologia da informação. Na última semana, o secretário de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), Rosman Pereira, e o diretor-presidente da Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis), Ezio Prata Faro, embarcaram para Washington (USA) com a missão de discutirem a modernização da Tecnologia da Informação (TI) de Sergipe.

Durante a visita, custeada pela Agência americana, o secretário Rosman e o diretor-presidente Ezio debateram as versões finais dos projetos que permitirá uma cobertura 100% de banda larga em todo o Estado. O projeto vem sendo desenvolvido há quase dois anos pela PTS Data Center Solutions – empresa vencedora da licitação realizada pela USTDA.

De acordo com o secretário Rosman Pereira, durante as reuniões foram abordados três pontos importantes para a tecnologia de Sergipe: a implantação da rede banda larga; o novo Data Center e a Segurança da Informação.

“Abordamos esses três pontos, mas priorizamos a internet banda larga”, disse Rosman, enfatizando que o projeto irá oferecer uma cobertura total do acesso de qualidade a internet e aos serviços do governo, aumentando a segurança das informações, e proporcionando uma economia de R$ 2,1 milhões para os cofres públicos.

Ainda segundo o secretário, a versão em português deve ficar pronta em maio. “Com a implantação desse projeto não teremos mais custos com links de internet”, disse, ressaltando que a parceria do Governo de Sergipe com a empresa americana proporcionará um grande ganho financeiro para o estado e irá melhorar a comunicação nas áreas da educação, saúde e segurança pública.

Revela ainda que a execução do projeto custará algo em torno de 40 milhões de reais. Será marcada uma reunião com o governador do Estado, Belivaldo Chagas, para que o cônsul americano venha a Sergipe para entregar oficialmente ao governador o projeto traduzido para português.

Para Rosman, em apenas 15 meses o Estado recuperará todo o investimento feito, já que deixará de ter gastos com os equipamentos e com a rede utilizada atualmente. “Do ponto de vista financeiro é algo completamente viável. O Banco Mundial, o BIRD, demonstrou interesse não só de financiar o projeto, como de tornar o projeto do Governo de Sergipe um modelo para o resto do Brasil. Seremos pioneiros em contemplar 100% do estado com internet banda larga”, comemora.

Participaram das reuniões os responsáveis pelos departamentos de Telecomunicações e Financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Antônio Garcia Zabailos e Maria Netto Schneider, e o diretor da América Latina e Caribe da USTDA, Nathan Younge.

 

Por Ascom/Seplag

Print Friendly, PDF & Email